Qual a melhor forma de pagar por um Imóvel?


Antes de fechar a compra de um imóvel fique atento em quais opções você tem disponível e não deixe de compará-las. Mais abaixo falamos sobre 3 formas de pagar por um Imóvel.


É muito importante levar em consideração a forma como você realiza seus investimentos, ou até mesmo se você é uma pessoa que não consegue poupar dinheiro. Afinal, mais do que qualquer um, você sabe exatamente o que pode tirar o seu sono, muitas pessoas têm pavor de financiamento, outras de ficar sem uma reserva financeira, mas uma coisa é certa, todos querem economizar dinheiro!


Mas, existem meios de avaliar a melhor opção e encontrar um equilíbrio na hora de adquirir o seu imóvel.


Existem diversas modalidades de créditos com prazos flexíveis que chegam em até 36 anos, com Taxas de Juros que são muito atrativas, principalmente quando comparadas com outros tipos de Créditos.


Basicamente, existem 03 Formas de pagar o seu novo Imóvel: à Vista, Financiamento Imobiliário ou Consórcio, vamos falar um pouco sobre elas agora:


O objetivo aqui é abordar de forma simples as vantagens de cada um, sempre levando em consideração o seu perfil.


1 - À vista:


Muitos consideram esta a melhor forma, devido ao que já falamos a cima, porém, precisam ser avaliados alguns aspectos, como o custo do dinheiro por exemplo. Antes de comprar a Vista é fundamental conhecer as taxas que serão pagas para uma Instituição Financeira e compará-las com o quanto você consegue de retorno no mercado, ou então, avaliar se com este dinheiro é possível realizar um investimento que te traga bons retornos, dependendo pode sim compensar a realização do Financiamento Imobiliário ou Consórcio. Vale lembrar que comprando a Vista você não poderá mais contar com este dinheiro, mas se você financiar ainda vai ter o dinheiro aplicado e inclusive pode quitar a dívida do financiamento a qualquer momento, sem falar que é muito bom ter um dinheiro aplicado para emergências e não ficar descapitalizado.

FGTS – é possível utilizar para pagamento parcial ou total do imóvel, desde que a operação se enquadre nas condições do SFH – Sistema Financeiro da Habitação.


2 - Financiamento Imobiliário:


A maioria das pessoas não tem condição de comprar um imóvel à vista e recorrem ao o Financiamento Imobiliário, que é uma excelente opção, as taxas de juros são atrativas e os prazos são longos, fazendo com que se torna possível as parcelas caberem no seu bolso. Uma das vantagens é que você está antecipando a realização de um dos grandes sonhos dos brasileiros e ser proprietário de seu imóvel. É importante ressaltar que é possível realizar a amortização do saldo devedor com recursos próprios ou FGTS*, e assim reduzir o valor das parcelas ou o prazo. Não podemos esquecer que junto com o financiamento existem seguros obrigatórios, na qual em caso de falecimento o bem é quitado e sua família não perde o imóvel. Todo imóvel financiado por um agente financeiro é analisado juridicamente, o que impede que o comprador entre em uma roubada de comprar um imóvel problemático.

Uma coisa muito importante, já vi milhares de pessoas comprar um imóvel financiado, e este valorizar bastante, ou seja, a valorização acaba "pagando" parte ou até mesmo todos os juros do Financiamento Imobiliário, pense nisso!

*FGTS – é possível utilizar para pagamento parcial, desde que a operação se enquadre nas condições do SFH – Sistema Financeiro da Habitação.


3 – Consórcio Imobiliário:


É uma excelente opção para quem não precisa do imóvel imediatamente, porque requer planejamento, e o bom é que isso pode acontecer num prazo relativamente curto, sim é possível! Com o planejamento certo e seu perfil devidamente analisado, você se surpreenderia com os prazos. Como todos sabem tudo que envolve planejamento tem a tendência de trazer melhor resultado, neste caso, pode haver economia de dinheiro a longo prazo. O Consórcio não possui Taxa de Juros, existe apenas a Taxa de Administração. Qual a diferença? A Taxa de Administração é calculada de uma vez, logo no início sobre o valor da Carta de Crédito, o total encontrado é dividido pelo prazo; é desta forma que é calculado o valor da parcela, além do reajuste ser anual e não mensal. A liberação do valor da carta de crédito pode ser antecipada de 3 formas: Por sorteio, lance fixo e maior lance. Fazendo negocio com uma empresa especializada, o planejamento é realizado através de um estudo para que a contemplação seja antecipada. É possível utilizar o FGTS* como lance.

*FGTS – é possível utilizar como lance para pagamento parcial, desde que a operação se enquadre nas condições do SFH – Sistema Financeiro da Habitação.


Saber como funciona cada forma de pagamento de um imóvel é indispensável para que seu planejamento ocorra de acordo com seu perfil e sua receita. Dessa forma seus investimentos patrimoniais serão conscientes e não se tornarão um peso no futuro.


Por fim, abordamos aqui uma pequena parte das informações que envolvem cada uma das formas de pagar o seu imóvel, mas é sempre bom lembrar que a utilização do serviço de uma empresa especializada é fundamental, pois ela irá te guiar passo a passo, para que sua escolha seja feita.


Nós, da Espaço Consultoria e BuscaCredi® fazemos tudo isso de graça, pois somos Correspondente Bancário dos principais bancos e são eles que nos remuneram para trabalhar para você!


Somos especialistas em Crédito Imobiliário e fazemos a análise levando em conta as melhores e menores taxas de juros entre todos os bancos e administradoras, para encontrar a que melhor se encaixa em sua renda. A Espaço tem uma experiência de 20 anos no mercado, com mais de 152.500 mil clientes atendidos, e que queremos que você seja mais um.


Sejam bem-vindos!